Coragem

Para o Diário da Região. Ilustra sobre a coragem de ir atrás dos objetivos.



Escrito por orlandeli às 07h50
[ ] [ envie esta mensagem ]



História do Pan

O Sesc Vila Mariana está com uma exposição sobre " A História dos jogos Pan-americanos". Entre uma e outra coisa tem também alguns cartuns ilustrando histórias curiosas sobre os jogos no decorrer desses anos. Eu e meu amigo Rico (link ali do lado) fomos convidados para desenhar esse material. Ao todo são uns quinze cartuns. A exposição vai até o dia 29 de julho.

Segue três das histórias com os respectivos cartuns.

Pan de 1959 – Chicago (EUA)

·         No lançamento do martelo, o norte-americano Harold Connolly já tinha sido declarado vencedor, quando uma nova medição mostrou um empate entre ele e seu compatriota Al Hall, ambos com 56,67 metros. Como Al Hall havia arremessado primeiro, ficou com a medalha de ouro. Entretanto, o recorde pan-americano foi creditado a ambos.

Pan de 1975 – Cidade do México

·         O norte-americano Bruce Jenner, futuro campeão olímpico nos Jogos de Montreal, em 1976, venceu a prova do declatlo, a despeito de destruir a câmera de um fotógrafo mexicano com um arremesso equivocado do dardo.

Pan de 1983 – Caracas (Venezuela)

·         O Brasil ganhou a medalha de bronze no salto com vara com um atleta que só falava inglês. O loiro Tomas Waldemar Hintnaus, filho de norte-americanos, nasceu no Brasil quando seus pais estavam de passagem. Como não conseguiu vaga na forte equipe norte-americana, lembrou-se da segunda cidadania e conseguiu inscrever-se na equipe que foi a Caracas. Saltou 5,20m. Só ficou atrás de Jeff Buckingham, com 5,25m, e Mike Tully, com 5,45m, ambos dos Estados Unidos.

 

 



Escrito por orlandeli às 07h47
[ ] [ envie esta mensagem ]



[ ver mensagens anteriores ]
 



Histórico
Ver mensagens anteriores



Contato orlandeli@orlandeli.com.br Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis